segunda-feira, maio 03, 2010

os senhores refer's

Pensava eu candidamente que disto já não havia nos tempos difíceis e conturbados que correm. Pensava, de facto, e pensava mal.
Uma empresa existe, neste país plantado à beira mar, que floresce nos bolsos dos seus administradores. A REFER decretou um aumento de 13% no pessoal administrador. Assim, cinco destes senhores administradores ganharam mais 53 244 euros do que no ano anterior. As remunerações principais da empresa subiram (de 306 para 457 mil euros); as acessórias desceram. O maior e mais contundente aumento coube ao Presidente do Conselho da Administração, o sr. Luís Pardal (mais 10 445 euros: de 91 mil em 2008 passou a ganhar 101 mil em 2009). A REFER (lendo o pressuposto fundacional da sua existência, não se entende muito bem por que motivo subsiste, ou melhor, por que razão não pertence à CP o que é visionado por esses mesmos pressupostos), teve um prejuízo de 113 milhões de euros em 2009. Em Portugal, o salário médio não chega aos 13 mil euros anuais. Não tenho dúvidas que muitos destes trabalhadores médios são melhores (mais capazes) que muitos Pardais ou, já agora, Mexias. E um país não pode ser isto.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...