segunda-feira, maio 10, 2010

aumento de impostos não é quebra de compromisso eleitoral

Ouvi agora Augusto Santos Silva reforçar a ideia do título destas linhas: o aumento (o eventual aumento, isto é: o efectivo aumento) de impostos não é uma quebra de qualquer compromisso eleitoral. Gostaria de saber se Augusto Santos Silva crê realmente se existe alguma alma portuguesa que se preocupe com os descompromissos eleitorais do Partido Socialista. Na verdade, vir o Ministro da Defesa e também porta-voz do PS enfocar o seguimento da linha orientadora do programa eleitoral do PS parece-me, simplesmente, uma ordinarice política. É que depois de o PS ter ganho as eleições foram já tantas as curvas e contra-curvas directoras que ninguém - mesmo dentro do próprio partido - considera a legitimidade deste documento pseudo-programático.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...