segunda-feira, abril 04, 2011

os sinais de josé sócrates

Prescindo de voltar a frisar sobre a secagem que um forte líder partidário origina no seu partido. A entrevista do primeiro ministro hoje na RTP1 ofereceu-nos uns sinais interessantes sobre a personagem. Algumas das curiosidades ligadas ao espaço interior de Sócrates já sobejamente mastigadas pelos comentadores profissionais e de serviço fez-nos o próprio o favor de as relembrar. Assim, é comummente aceite que ele não vira a cara à luta (ouço agora Maria João Avilez afirmar - sem rir - que o homem é um verdadeiro case study). Do mesmo modo, repete variadíssimas vezes que "eu já ganhei as eleições".
Estou propenso a crer que José Sócrates já se esqueceu, mas quem ganhou as eleições não foi ele, mas o Partido Socialista. Do mesmo modo, quem tomou as várias medidas de Governo não foi ele, mas o Conselho de Ministros.
Um outro ponto curioso apontado na entrevista tem a ver com o tempo antes e pós PEC. Ouvindo Sócrates, vivíamos numa espécie de oásis no tempo do antes. Para ele, a crise começou ontem.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...