quarta-feira, abril 13, 2011

os puristas da linguagem

Não é novidade a crítica, por parte de alguns elementos do Governo, relativamente ao uso da linguagem que outros - a oposição - fazem. Passos Coelho quer saber a verdade, não quer "gato escondido com o rabo de fora", ou "esqueletos no armário". Silva Pereira, presunçoso, no alto do seu pendor socratino, afirmou, despeitado, que este tipo de pendor vernacular do líder do maior partido da oposição é impróprio para o momento.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...