segunda-feira, maio 18, 2009

figo a presidente?

Este tipo de doseamento excessivo em torno do futebol faz com que, por exemplo, Luís Figo, segundos após de dar por terminada uma brilhante carreira como futebolista, se aventure, ainda que de forma hipotética, a declarar o seu interesse pelo cargo de presidente da Federação Portuguesa de Futebol. Não é propriamente que esteja em causa a legitimidade de Figo. O que em parece altamente criticável é a infantilização disto tudo, de quem - como quase todos os craques do futebol - está habituado a ver, de forma terceiro-mundista, o mundo a seus pés.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...