sexta-feira, maio 15, 2009

alegre não sai

Alegre não sai, afinal, do Partido Socialista. "Ajudei a fazer este partido", afirma ele, pacatamente orgulhoso. Ora, a leitura que se deve fazer é diferente. Alegre vai ser o próximo candidato presidencial contra Cavaco Silva. Possivelmente, vencerá mesmo as eleições. Estando fora do PS, transforma-se num verdadeiro pré-presidente. Não entregou o cartão, é certo, mas sabe que só assim, com a não-aceitação do convite de Sócrates (que veio mesmo a calhar), se colocará como um conglomerador de vontades, mesmo que contraditórias entre si.

1 comentário:

Anónimo disse...

Exactamente. Mais uma panelinha em "benefício" do povo português. Mas alguém de bom senso, com outras estratégias, com outras armas para calar o Cavaco, aguentaria o Manuel Alegre? Vivam os espretalhotes portugueses.

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...