quinta-feira, março 24, 2011

o ps e as eleições

Sócrates apresentou a demissão ao Presidente da República, como prometera aquando do deslize do PEC para o Parlamento. Vamos, pois, ter eleições. Neste sentido, há um partido que parte notoriamente atrás: o PS. Tudo porque não foi capaz de se regenerar durantes estes anos de poder, a começar pelo seu líder. E pelos sinais que advieram dos corredores da Assembleia da República, a catarse não é ainda para hoje. O típico e pouco surpreendente Sócrates logo afirmou que se apresentará a eleições, ultrapassando descaradamente o congresso do partido. Do mesmo modo, Assis apresentou uma espécie de caderno de encargos com o atual secretário-geral do PS à cabeça. Do que é que esta gente está à espera? Dum descalabro eleitoral?

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...