segunda-feira, junho 15, 2009

o carro com volante à direita

Hoje, à minha frente, numa estrada mais ou menos sinuosa, um carro inglês ziguezagueava cautelosamente entre os riscos brancos da estrada. A imagem do carro fez-me pensar na União Europeia. Atentei em dois pormenores: a matrícula e o volante do lado oposto. Nada, pois, no carro, fazia com que percepcionássemos alguma ligação à União. Nem as estrelinhas da matrícula, que simplesmente não existiam. Haverá algum orgulho naquele carro que parece reflectido num qualquer espelho? Estou em crer que sim. Mas seria bom que assumisse que o seu volante está mesmo do lado oposto.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...