quarta-feira, junho 10, 2009

crise económica, crise política e santos silva

Santos Silva faz mal em continuar a bater na mesma tecla no que diz respeito a uma eventual mudança de governo, ao advogar que "Portugal não pode dar-se ao luxo de acrescentar à crise económica uma crise política". Crise política, leia-se, governo do PSD (coligado ou não). Até aqui, era a estafada teoria do caos (conhecemo-la desde há muito, desde Cavaco, pelo menos); agora, com o que resultou das eleições europeias (o PSD como uma verdadeira alternativa de governo), não se entende este tipo de argumento. Até porque ficamos sem saber com qual das vitórias as crises estacionavam: com a do PS ou com a do PSD.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...