domingo, dezembro 19, 2010

cavaco e os sem abrigo

Cavaco Silva continua a sua senda demagógica a pouco mais de um mês de uma campanha eleitoral que se avizinha, apesar de tudo, fácil para a sua reeleição. Agora foi a vez dos sem abrigo, aparecendo (o verbo poderia ser outro, é verdade) num festivo casamento de alguém que foi ou ainda é um sem abrigo. As suas palavras foram ao encontro da ocasião: combate à pobreza, etc. Tudo muito encenado, tudo muito teátrico, à boa maneira de José Sócrates.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...