sábado, março 07, 2009

os erros do computador magalhães

Revelou-se um bom exemplo os variadíssimos e hilariantes erros de português anexados ao muito célebre computador Magalhães, principalmente no que diz respeito ao olhar disseminado do Ministério da Educação para com a educação. Neste sentido paradigmático, nada mais natural do que escutarmos a resposta de um senhor que, dizem, tem a nobre função de assessorar o gabinete do primeiro-ministro, no que concerne à comunicação social. Diz então Luís Bernardo o seguinte: "O Magalhães é um programa de sucesso fantástico, ganha prémios e é um caso exemplar em termos mundiais, por isso o primeiro-ministro se associou a ele (!). Agora, questões concretas sobre conteúdos e eventuais deficiências, isso é com o Ministério da Educação e o das Obras Públicas (!)". Evidentemente que houve também, por parte da equipa de Maria de Lurdes Rodrigues, o óbvio, isto é, que os erros detectados "têm de ser corrigidos". No entanto, permanece a questão de fundo: não devia ser obrigação do ministério da educação rever todo o software do Magalhães antes de o entregar às escolas?
Na verdade, o que tenho vindo a dizer há muito patenteia-se, aqui, de forma indubitável: a educação, para este ministério, não ultrapassa uma série de medidas externas, as quais, inserindo-se legitimamente no âmbito do programa do governo em matéria de educação, não mergulha nunca (ou raras vezes isso acontece) na pedagogia "pura e dura". Rever o funcionamento do Magalhães na sua vertente operacional (e entende-se aqui a operacionalidade no seu todo, isto é, informaticamente, mas também do ponto de vista conteudístico, em que as várias multifuncionalidades da língua devem estar rigorosamente presentes de forma correcta) seria uma excelente e proveitosa acção pedagógica. Mas antes de serem entregues às escolas, naturalmente.

(publicado no jornal Público, em 10/03/2009)

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...