quarta-feira, março 11, 2009

jorge sampaio e a maioria absoluta

Ouvi ontem Jorge Sampaio defender a estabilidade governativa, sugerindo que esta só tem o seu encontro com uma maioria absoluta, seja qual for o partido que a atingir. O ex-presidente da república nunca foi homem de grandes rasgos, é verdade, mas recalcar um discurso demasiado repisado ao longo dos últimos vinte anos, é, convém dizê-lo, no mínimo, dizer nada. Pois eu defendo exactamente o contrário: superaríamos melhor tudo isto se o governo não fosse de maioria parlamentar. Mais: seria também uma maneira de amadurecermos politicamente que é, de facto, um dos nossos maiores males.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...