terça-feira, março 19, 2013

o aureolado gaspar

O sr. Vítor Gaspar disse hoje no Parlamento que Portugal está livre da experiência cipriota, pois os bancos portugueses recomendam-se. Pergunto: o que vale esta opinião? Eu sei que o homem é um crânio e muito conceituado lá para Bruxelas. Estou mesmo propenso a crer que o sr. Gaspar aspiraria a um lugar igual ao destes técnicos da troika, porventura noutro país. Seria um consolo de alma ver-se sair do aeroporto, aureolado como líder de equipa, a qual estaria investida na mui nobre tarefa de desenhar um plano de contenção. Ah, Gaspar, como espumarias de ânimo, como rejubilarias, como o teu colega Borges te enalteceria. Enquanto isso, vais perorando entre lusos muros, amarfanhando voos e silenciando os borges que te inventaram.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...