sexta-feira, outubro 14, 2011

previsões

Os tempos que correm são de díficil narrativa preditiva. Todavia, um dado podemos acertar, o qual se liga ao crescimento das desigualdades em Portugal. A democracia só é, de facto, louvável se for bem regulada. E o que estamos a assistir afasta-se incontornavelmente de uma regulação justa e racional. Veremos simplesmente os ricos continuarem (mais) ricos e os pobres imergirem numa cada vez mais insustentável (degradante) pobreza. A crise não é mais nada do que isto.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...