segunda-feira, outubro 17, 2011

o desemprego no orçamento

A questão não é tanto os números de desempregados que o Orçamento de Estado para 2012, hoje apresentado, alcança para o próximo ano e ainda para o seguinte. Na verdade, os 13, 4% de desempregados são, simplesmente, um número. O que devemos perguntar a estes senhores é o seguinte: quem são estas centenas de milhares de desempregados? O que fazem? Qual a faixa etária na qual se inserem? Que qualificações têm? Quais as oportunidades que podem ainda agarrar? A estas perguntas, o pacato Gaspar engasga-se e remete-nos a todos para os seus manuais de contabilidade.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...