domingo, outubro 07, 2012

o gaspar

Com muito atraso, não posso deixar aqui de anotar, na estranhíssima conferência de imprensa da equipa das finanças, no abusivo uso da palavra liberdade proferida, por duas ou três vezes, pelo sr. Gaspar, Ministro das Finanças da República. Dizia então o ministro que temos de prosseguir este caminho da liberdade (não sei ao certo as palavras, mas o sentido seguia, categoricamente, este rumo).
Eu não consegui entender o sentido de liberdade de Gaspar. Sei, simplesmente, que quanto maior as pessoas se sentem em exclusão social, mais esse direito se encontra num processo de coartação. Todavia, não estou claramente certo que exclusão social seja uma das preocupações de Gaspar e companhia.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...