segunda-feira, junho 06, 2011

fábrica de candidatos

Mistura-se tudo muito bem misturadinho por entre a imprensa escrita, radiofónica e televisiva. Junta-se umas entrevistazinhas num qualquer vão de escada (pode ser mesmo à porta de elevadores, a subir ou descer, não importa), amadurece-se a massa para a tornar mais consistente, aperfeiçoa-se com umas poses de estado e eis que surge, em todo o seu esplendor, um mais ou menos candidato a líder do partido socialista.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...