segunda-feira, junho 07, 2010

presunção e água benta...

... cada um toma a que quer. Esta gente é toda ela farinha do mesmo saco. As palavras hoje proferidas por Constâncio, o extraordinário ex-governador do Banco de Portugal, quando se despediu do cargo que ocupou tão brilhantemente nos últimos anos, fizeram-me lembrar o não menos extraordinário ex-primeiro ministro Durão Barroso, aquele que fugiu às suas responsabilidades governativas. Constâncio agora é mais um lá nos meandros da Europa. Deixa de se dedicar às miudezas domésticas para mergulhar nos negócios do Banco Central Europeu. Disse então o nosso ex-governador, de malas já há muito aviadas, que foi decerto escolhido para vice-presidente dessa instituição europeia por causa do seu bom empenho cá no burgo. Presunção e água benta, cada um toma a que quer...

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...