domingo, outubro 25, 2009

o reaccionário vasco pulido valente

Chego atrasado à polémica do texto de Vasco Puilido Valente da última sexta-feira no Público. Li-o e custou-me acreditar no que os meus olhos percorriam. O homem fala em conceitos como berço, educação, escolaridade, semianalfabeto, inveja, dotes de nascença, mediocridade, tudo para caracterizar denegridamente José Saramago.
Mesmo que tentemos ler este escrito infeliz e estúpido à luz duma variável polissemia, o que o senhor doutor de Oxford nos proporciona não é mais do que uma visão paroquiana de alguém que é incapaz de sair dum casulo feito de teias rancorosas e umbilicais. Para isso, não era preciso tanto estudo, sr. doutor.

1 comentário:

antonio santos disse...

muito bem srº josé ricardo, o srº é fantastico nas suas analises, não sei se está ligado a algum cargo politico ou outra actividade socio-cultural, se não está é pena pois faz umas analises do melhor que temos neste País, se esta ligado a alguma actividade e tem este tipo de comentários o sr é realmente excepcional e o que lhe posso dizer é que continue neste "diario" deste País, será (se não o é agora) uma referencia. muito obrigado por tudo o que tem dito

atonio santos

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...