domingo, maio 22, 2011

festejos futeboleiros

Ainda não entendi muito bem a obsessão das televisões de colocar os adeptos (néscios ou menos néscios) em direto ao redor do pobre repórter, o qual é nitidamente enxovalhado pela massa ululante que festeja alegremente os títulos das equipas. É divertido, é certo, mas o cultivo deste tipo de tempo de antena desfavorece um pouco toda a gente: o clube, a televisão e, o que é mais gravoso, não ajuda nada na educação (sentido escolar, mesmo) desta gente.
Poderia também entrar na onda dos comentadores da coisa e a opinião não se alterava muito. No fundo, estão bem uns para os outros.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...