terça-feira, abril 09, 2013

os cortes doTribunal Constitucional

Esvaem-se-me as dúvidas quanto à projeção do Governo relativamente à decisão "castradora" do Tribunal Constitucional perante os decepadores desígnios do executivo liderado por Vítor Gaspar e Passos Coelho. Começo então a compreender o maquiavelismo: não há plano B, pois só assim poderemos executar o que pretendemos, ao mesmo tempo que fabricamos um oportuno e credível bode expiatório. A senda, pois, continua. Aguardam-se as cenas dos novos capítulos. Entretanto, esta gente esquece-se de uma lição: não há governo algum, em democracia, que governe não tendo uma base social de apoio. Passos Coelho deveria saber isto (deveria mesmo?...). Prevejo um 25 de abril em grande.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...