quinta-feira, junho 14, 2012

a irresponsável década espanhola

Custa a entender-se, de facto, a senhora Merkel. Depois de investir contra a Grécia e Portugal, repete a ingerência com Espanha. Mais do mesmo: estes países obtêm agora o fruto dos seus excessos passados, designadamente (no caso de Espanha, segundo a chanceler), os do último decénio. Ainda bem que temos esta espécie de coro das tragédias gregas a evocar os nossos pecados e a apontar o caminho do futuro.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...