sábado, outubro 05, 2013

rui machete, um verdadeiro artista

É sim, senhor, um verdadeiro artista. Andou pelos primórdios da política e ganhou nome, o tal que costuma ser um preciosíssimo bem para o posteriori. Depois, mergulhou e limou conhecimento na muito portuguesa área curricular do chico-espertismo, como convém a um ex-ministro do burgo. Andou, portanto, a fazer pela vida durante estes anos. Presidente de várias coisas, a várias coisas apontou o seu dedo de conselheiro. Não notou, porém, que a sua vaidade (só pode ter sido por vaidade a aceitação do ministerial cargo) desaguaria, nestes hodiernos tempos, na sua caricatura. Rui Machete é, de facto, uma entediante caricatura. Entediante e triste. O que até não vinha mal ao mundo, se acaso ele não fosse irresponsável. Brincar com os alicerces de um estado de direito, amalgamando, somente por que lhe deu jeito, os poderes judiciais e políticos , não lembraria ao diabo. Joana Marques Vidal, a procuradora-geral da República, esteve bem no desmentido, mas mal na ação: deveria ter apresentado o seu pedido de demissão. Talvez assim o senhor Presidente da República colocasse o sr. Rui Machete, digníssimo ministro de Estado, no olho da rua.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...