sexta-feira, outubro 04, 2013

e falou, avaliativamente, a troika

E expressou-se assim:

"No caso de algumas destas medidas virem a ser consideradas inconstitucionais, o Governo teria de reformular o projeto de orçamento a fim de cumprir a meta do défice acordada. Tal, contudo, implicaria riscos acrescidos no que se refere ao crescimento e ao emprego e reduziria as perspetivas de um regresso sustentado aos mercados financeiros".

E nós, simples mortais lusitanos, com uma mão no miserável bolso e com a outra a nada fazer, calamo-nos porque o melhor é andarmos caladinhos. Cavaco Silva, afinal, tem razão: somos uns masoquistas. Porém, uma nota interrogativa me assombra: para que serve mesmo um presidente da República?

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...