sábado, outubro 19, 2013

o salvador da pátria

Cavaco, na sua aura de incontornável, lá deixa de vez em quando escapar qualquer percalço comunicativo, como muitas vezes lhe convém. Estamos habituados a ouvir, da sua boa, principalmente quando se encontra para além das fronteiras pátrias, o irrevogável não falo sobre assuntos nacionais fora de Portugal (e dentro de Portugal, cada vez menos, diga-se, de passagem). No entanto, ficamos a saber que logo nesse mesmo dia - o da comunicação provocatória de José Eduardo dos Santos proclamando o fim da cooperação estratégia com Portugal - Cavaco Silva telefonou ao seu homólogo angolano. Tudo não passará de um mal-entendido, sossegou-nos Cavaco. Ainda bem.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...