terça-feira, agosto 10, 2010

os incêndios e as pessoas

Gostam de ter umas arvorezinhas bem perto da vivenda. Não ouvem quando são chamados atenção para o perigo que pode advir desse fetiche. Depois, quando veem as labaredas lamber as paredes do castelo, apontam os queixumes para as câmaras de televisão, as quais, por esta altura do ano, alicerçam-se sobretudo nos disparates. O que mais me preocupa, no meio de tudo isto, é verificar que muitas destas pessoas que se organizam mentalmente desta forma são já o fruto da nova escola, isto é, foram inundados, na sua escolarização, com disciplinas como - repare-se - formação cívica, área de projeto e outras tais. A refletir...

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...