terça-feira, março 06, 2012

ministro a prazo? não, não, diz relvas

O governo de Passos Coelho é uma estrutura desconexa e, muitas vezes, incompetente. Olho para a ministra da agricultura, pescas e ambiente e o que parece é que vemos uma personagem sem rasgos de alguma notoriedade nestes assuntos, a braços com uma estrutura que desconhece, uma espécie de criança com um brinquedo novo nos braços. O ministro Álvaro foi alvo de uma grande pressão nestes últimos dias. Passos coelho ajudou à festa, reunindo com ele durante três horas, quando os holofotes mediáticos estalavam no sentido da sua eventual saída da orgânica do executivo. Tudo porque é visível o paulatino esvaziamento do seu raio de ação.
Mas o mais grave e interessante deste Governo chama-se Relvas. Ainda há pouco o ouvi afirmar, perentório, à saída de um qualquer e ocasional encontro, que Álvaro Santos Pereira não se encontrava a prazo no Governo. Ora, que eu saiba, Relvas não é primeiro-ministro e só a este compete demitir ou avalizar a continuação dos ministros.

Sem comentários:

coisas

vamos pela estrada e sentimo-nos bem. lá fora, o vento sopra, a neve cai, voam duas aves perdidas. eu sei que tenho de chegar a algum lugar...

neste momento...